O contexto organizacional e a nova norma ISO 9001:2015

24 de Março de 2017

 

APCERContOrgNorma9001.jpg

 

Cada organização é diferente e única. Por esta razão, a ISO 9001:2015 requer que as organizações determinem seu contexto específico no qual operam de forma a garantir que o seu sistema de gestão seja apropriado à realidade.

Compreender o contexto pode ser entendido como uma atividade de observação, análise e avaliação do interior e exterior da organização, ao nível estratégico, para determinar fatores que a influenciam, tanto positiva como negativamente. Estes fatores podem afetar o seu propósito, a sua intenção estratégica e a sua capacidade para atingir os resultados que pretende alcançar (no caso do SGQ, conformidade dos produtos e serviços com os requisitos e o aumento da satisfação dos clientes).

A identificação de questões externas corresponde a conhecer o meio em que a organização se insere e opera, para determinar os fatores que a podem influenciar. Estes fatores podem estar ligados, por exemplo, às infraestruturas da região; à disponibilidade e nível educacional da mão-de-obra; qualidade de serviços de internet, legislação relevante e muitos outros. O contexto externo pode ter abrangência local, regional, nacional, internacional ou global. Dificilmente a organização poderá influenciar estas questões externas, mas a sua forma de operar para alcançar os objetivos pretendidos vai depender delas.

Identificar as questões internas significa entender a realidade da organização: quem é, o que faz, com que recursos, com que pessoas. A identificação das questões internas pode ser facilitada considerando questões associadas aos valores, à cultura, ao conhecimento e desempenho da organização e o processo de tomada de decisões.

Não existem regras fixas, nem “Receita do bolo”! Cabe a cada organização analisar sua situação específica, assegurar de que seu sistema está coerente com sua realidade, e reavaliá-lo em intervalos adequados (por exemplo, durante as revisões pela gestão).

Nigel Croft
Presidente do Comité Técnico TC176, responsável pela revisão da norma e Presidente do Conselho de Administração da APCER Brasil

in sítio da APCER | Notícias em Destaque | 24-03-2017

Voltar ao topo
Pesquisa avançada
 
Pesquisar
Pesquisa avançada

Desenvolvido pela Arkikstudio