Saúde

O estudo realizado à Saúde na Região Autónoma da Madeira permitiu construir um modelo explicativo da Satisfação do Utente.

O modelo de satisfação apresenta um coeficiente de determinação de 0,76 e os resultados obtidos revelam uma Satisfação positiva (valores entre 60 e 80 pontos percentuais) dos utentes, com os Serviços de Saúde na Região Autónoma da Madeira (73,7 pontos percentuais).

O modelo de satisfação evidencia que a dimensão do preço apercebido é aquela que requer uma maior prioridade de acção, no caso de o utente se confrontar com um pagamento substancial (a) do referido serviço de saúde.

Para a grande maioria dos utentes onde o preço apercebido da saúde não é uma componente da sua satisfação, a qualidade dos serviços complementares, que compreende a qualidade das instalações, o tempo de espera para ser atendido, etc., será a principal prioridade de actuação.

(a) os entrevistados que utilizaram uma unidade de saúde privada e cujo custo do cuidado médico foi igual ou superior a 50 euros, responderam à questão do preço apercebido.

Impacto total na satisfação

Nota 1: Como exemplo dos valores aqui apresentados, pode referir-se que um aumento de um ponto na imagem resulta num aumento de 0,21 pontos na satisfação (impacto total na satisfação). 

Nota 2: O impacto da dimensão do Preço Apercebido só é aplicável à população que efectivamente tem experiência com essa realidade.

  

Uma análise do comportamento dos Serviços de Saúde, centrada nos diversos indicadores associados a cada uma das dimensões, permite evidenciar como indicadores de actuação prioritária os seguintes:

  • Qualidade dos serviços complementares:

- Tempo de espera para ser atendido

- Qualidade do atendimento

- Facilidade em encontrar e aceder à unidade de saúde

  • Imagem:

- Unidade de saúde inovadora e tecnologicamente avançada

- Unidade de saúde de confiança

- Unidade de saúde que se preocupa com os seus utentes

  • Qualidade de serviço:

- Desempenho global dos médicos

- Qualidade técnica dos serviços de saúde

- Qualidade global dos serviços prestados na realização de exames ou tratamentos.

Para além dos resultados do modelo de satisfação do utente, o estudo realizado põe igualmente em evidência que as pessoas na ilha da Madeira (Funchal e restantes municípios) têm uma satisfação e lealdade positiva (valores entre 60 e 80 pontos) relativamente aos serviços de saúde localizados na ilha. Também, as pessoas na ilha de Porto Santo apresentam um índice de satisfação positivo (67,3 pontos) relativamente aos serviços de saúde localizados na ilha, inferior contudo ao observado na ilha da Madeira.

Lealdade - Satisfação

Os utentes dos Hospitais (inclui as clínicas médicas) são os que se encontram mais satisfeitos e mais leais. Destaca-se o valor médio da lealdade dos utentes dos Hospitais, por ser muito positivo (superior a 80 pontos percentuais).

Lealdade - Satisfação


Consulte ainda a Avaliação da Satisfação dos Utentes dos Serviços de Saúde

Voltar ao topo
Pesquisa avançada
 
Pesquisar
Pesquisa avançada

Desenvolvido pela Arkikstudio